Pedalando na Estrada da Graciosa /PR – Viagens e aventuras sob duas rodas

Estamos começando uma série de textos para inspirar aqueles que querem experimentar o cicloturismo, ou seja: o turismo feito na sua bicicleta! Vamos falar de diversos passeios e aventuras para se viver em família, entre amigos, ou até mesmo sozinho. O primeiro trajeto da serie “Viagens e aventuras sob duas rodas” é um passeio muito querido para quem curte viajar de bike, vamos pedalando na Estrada da Graciosa, no Paraná?

A Estrada da Serra da Graciosa fica em Morrentes, PR, e já é um dos roteiros mais indicados para os cicloturistas, ainda mais para os que desejam sair de Curitiba. Por lá passamos por paisagens incríveis, rios e cachoeiras por todo o percurso. A estrada recebeu este nome por ter pertencido ao antigo acesso entre Curitiba e Graciosa.

Hoje o trajeto é uma viagem deliciosa entre as cidades de Curitiba e Morretes. A princípio, o que deixou o trecho conhecido foi o passeio de trem que ligava as duas cidades, mas hoje em dia as bikes já tomaram conta do percurso, e pedalar na estrada da Graciosa já é considerado um passeio clássico.

Detalhes do percurso

Para chegar até a entrada da Estrada Graciosa pedalando temos duas opções de percurso: por Quatro Barras, percorrendo a Avenida Dom Pedro II, ou pela BR 277. A princípio, o que é mais recomendado é que façamos o trajeto pela Avenida Dom Pedro II. Afinal, lá tem ciclovias em vários trechos, passamos por poucos carros em alta velocidade, fora a paisagem deslumbrante.

O total do percurso da Estrada da Graciosa é de 70km, e sua dificuldade é moderada. Isso porque, a decida de mais ou menos 30km tem partes em paralelepípedo, e curvas acentuadas. Afinal, um bom passeio tem que ter emoção, além do contato com a natureza.

Primeiramente, temos que estar atentos para acharmos a entrada da “Estrada Original da Graciosa”. É nessa estrada, que tem muita história para contar, que começa o offroad de alguns quilômetros. Pedalar junto as maravilhas da Mata Atlântica, percebendo toda a natureza ao nosso redor é uma sensação sempre única.

As paisagens da Estrada da Graciosa

Durante todo o percurso vamos nos deparar com paisagens encantadoras. A estrada toda possui encostas com flores, que variam de acordo com as estações do ano. Tem diversas opções de mirantes, cachoeiras que podemos nos refrescar e bicas naturais, de água potável.

A estradinha velha, conhecida como a estrada original, chega ao final um pouco antes do primeiro mirante que vamos encontrar. Depois de nos deliciarmos com todo o verde, é chegada a hora das conhecidas decidas que vão nos levar até Morretes.

A descida ao pedalar na Estrada da Graciosa

Bem como diz o ditado, para descer todo santo ajuda. Mas se faz necessários termos algumas precauções na hora da decida. Como o chão é de paralelepípedos temos que ter cuidado extra, além do mais, alguns carros podem estar transitando pela estrada. Logo, o melhor é nos mantermos no acostamento a direita, onde também podemos apreciar melhor a vista das montanhas.

Chegando em Morretes

Se você estiver com pique para fazer uma viagem de corrida, e não de contemplação, vai chegar mais rápido em Morretes. Do contrário, é valido ir aproveitando a vista, tirando fotos, bebendo água da fonte, e quem sabe até tomar um banho nas cachoeiras transparentes.

Independente de qual a maneira de pedalar você vai escolher, o caminho vai levar até Morretes, e não podemos deixar de passear por lá. A linda cidadezinha histórica é muito conhecida por seu Barreado, o prato típico da região, que se trata de carne feita direto na panela de barro. De sobremesa vale a pena provar o sorvete de gengibre. E se você não for voltar pela Estrada da Graciosa pedalando ou dirigindo, tome ao menos um shot de cachaça de banana, outra especialidade da região.

Para voltar para Curitiba podemos escolher entre o trem ou o ônibus. Porém, quem quiser estender o passeio pode pernoitar na cidade. Na Estrada do Anhaia tem algumas opções de pousadas mais acessíveis.

Dicas para pedalar melhor

Fazer uma viagem pedalando é uma delícia, mas não é o mesmo que pedalar na cidade. O uso das roupas apropriadas para ciclismo não pode faltar, já que são muito mais apropriadas para trajetos de longas distâncias do que roupas normais. Evite levar muito peso, mochilas de hidratação são ótimas escolhas.

Além disso, é sempre bom ter protetor solar, bem como repelente. Para não passar sufoco no caminho, leve as ferramentas necessárias para o caso de haver necessidade de trocar os pneus ou a corrente.

Já está preparado para essa aventura de cicloturismo? Para ter certeza que você está bem equipado, clique aqui e dê um pulo na nossa loja! Nos vemos na estrada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ganhe 10% Off na sua próxima compra
Assine nossa Newletter e ganhe 10% OFF em todos os produtos do site!
Obtenha ofertas e descontos exclusivos
Ganhe 10% Off na sua próxima compra
Assine nossa Newletter e ganhe 10% OFF em todos os produtos do site!
Obtenha ofertas e descontos exclusivos
Overlay Image
Iniciar conversa
1
Posso ajudar?
Olá, podemos te ajudar?